Minhas leituras de março


Sim, já estamos quase na metade de abril e aqui estou eu fazendo um post com leituras do mês passado. Mas, gente, eu não poderia deixar de compartilhar minhas leituras no primeiro mês que consegui marcá-las certinhas (o que li, em qual ordem). Sim, pessoas, eu mal consigo lembrar o que estava lendo ontem (mentira, eu estava tentando terminar O Inferno de Gabriel e, UFA!, consegui), mas é fato que eu não conseguia me organizar (aka anotar no caderninho, já que nunca poderia confiar na minha memória). Então, é mais do que válido fazer este post não só para comentar minhas leituras, como também para comemorar o fato de (pela primeira vez na história desse país) eu conseguir anotar o que li!



Este foi o primeiro livro de aventura que li e adorei! Além de contar com personagens muito carismáticos e engraçados, a história me engoliu e eu me vi junto de Dak e Sera tentando corrigir as Faturas numa viagem do tempo. O livro é menor do que parece: são 240 páginas que voam e me fez querer mais. Fiquei muito animada em poder acompanhar uma série com os mesmos personagens, mas nas mãos de diferentes autores (e mal posso esperar pelo volume da Lisa McMann). Cada volume será escrito por um autor diferente e no sétimo (e último), o autor James Dashner volta para encerrar a aventura.

Este livro se resume a sentimentos. Sério, não consigo pensar nele sem lembrar da carga emotiva que veio junto com a leitura. Foi o livro que li mais rápido do mês (acho que menos de duas horas) e quando terminei, foi como cair bruscamente no mundo real de novo. Ele me sugou - fiquei aflita e encantada. Desejei "sair do mundo" por uma semana como Lorenzo e isto me trouxe várias reflexões. Assim como ele, me senti de mãos atadas em um porão, com alguém implorando por ajuda e ele sem saber o que fazer. Enfim, este livro foi uma avalanche em minhas leituras.

O grande destaque deste mês com certeza foi O Que Não Diz a Lenda. Não foi surpresa nenhuma eu me encantar novamente com um livro da Chris e encontrar uma distopia tão bem elaborada, personagens tão bem desenvolvidos só somaram ao favoritismo. Uma história bem complexa, mas muito clara sobre a divisão do mundo entre três potências (Estados Unidos, China e Rússia) e o que a Terceira Guerra deixou de "herança" para a humanidade: ditadura - ou seja, muita repressão, luta por poder e um grupo lutando por liberdade. Alice é uma guerreira e me encheu de orgulho, mas me envolveu tanto em seus sentimentos, que sofri por cada fracasso ou perda. (tá rolando sorteio deste livro + Sob a Luz dos Seus Olhos e acho, só acho, que vocês não podem perder).


Gostei deste livro muito mais pelo que aborda no contexto do que pelo tema (zumbis) - dá pra entender? No começo, achei que seria somente um livro sobre zumbis, mas como as descrições de R sobre tais seres eram bem repugnantes, acabei me prendendo às questões filosóficas e reflexivas de seu discurso, às questões mais humanas neste mundo pós-apocalipse zumbi. É um livro rápido, sem muitas delongas e ainda mais rápido da metade pra frente. Amei mesmo - achei bem perturbador.

Tivemos uma semana inteira dedicada a este livro, então não sei se vocês já estão de saco cheio ou ainda estão loucos para ler. Diferente de A Culpa é das Estrelas, este não é um livro triste - aliás, a situação pode até estar um pouco melancólica para Colin, já que ele levou um pé na bunda da 19ª Katherine e está naquela fase em que precisa fazer alguma coisa para ser especial, não basta ser um prodígio (como era quando criança), mas ao embarcar junto com seu melhor amigo Hassan para uma road-trip, o livro vai para o lado nerd e engraçado da coisa. Eu posso não ter amado Colin, mas é claro que o entendo e me sensibilizo. Para suprir a falta de amar alguém em um livro, tenho Hassan que me envolveu com seu jeito espirituoso e engraçado. 

6. A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista - Jennifer E. Smith
Foi o último livro do mês que na verdade terminei mesmo em 1º de abril, indo para o aeroporto de Congonhas, mas vou considerar como leitura de março, pois em uma enquete no twitter, vi que ler as últimas páginas de um livro no mês seguinte não tira como leitura do mês anterior rs. 
Eu achei que seria só um romance fofo (amor à primeira vista e talz), mas eis que me deparo com (além do romance) um drama de uma relação mal-resolvida entre pai e filha com sentimentalismo suficiente (nem de mais e nem de menos). Por narrar apenas um dia da vida de Hadley, o livro não é tão surpreendente, mas não deixa de ser empolgante, assim como algumas coisas não foram muito aprofundadas, mas não foram superficiais.

Algumas observações das minhas avaliações no Skoob:
- Um livro não precisa ser 5 estrelas para ser favorito. Ele pode apresentar algumas falhas (pra mim), mas pode ganhar meu coração;
- Nem todos os livros 5 estrelas são meus favoritos. Eles podem ser impecáveis, mas nem sempre ganham meu coração (e isso não é algo descritível, é feeling mesmo);
- Quando um livro é 5 estrelas e ainda é favorito, é porque realmente o achei impecável em todos os aspectos (seja pelo meu lado "resenhista" e pelo meu lado sentimental).

Este mês todas as minhas leituras foram satisfatórias (UEBA!) - acho que isso se deve ao fato de eu escolhê-las bem antes de solicitar para a editora (ou no caso da Chris, já ser apaixonada pelas histórias da autora) e também porque estou abandonando os livros que não estão me prendendo (claro que alguns eu termino mesmo assim, btw).


Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. Nossa Ceile, só leituras boas ein? Eu to louco por O que não diz a Lenda.

    Robs http://perdidoempalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Quero (e preciso) ler Sangue Quente.

    Muito boas suas leituras. Isso me lembra que preciso voltar a ler mais.

    Beijos, Romário.
    www.naomeentendamal.com.br

    ResponderExcluir
  3. Foram boas as leituras, tudo 4 estrelas.

    ResponderExcluir
  4. Puxa vida, Ceile! Estive tão ocupado nos últimos tempos que só agora estou tentando voltar ao meu ritmo de leitura habitual e visitando meus blogues amados. Então, me sinto na obrigação de comentar quatro dentre os seis livros citados. São eles: (a) O Que Não Diz a Lenda: Por Deus! Que outra palavra pode ser usada além de "Perfeito"?! E depois me perguntam porque eu amo tanto os livros da Chris. (b) O Teorema Katherine: que me prendeu de uma forma que só o John fugging Green consegue fazer. (c) Eu & Você, que eu ainda não li, mas está em meus desejados há certo tempo, assim como o (d) A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista que me parece ser igualmente bom, embora a capa americana seja indiscutivelmente mais bonita que a nossa.
    Confesso que não conhecia o Infinity Ring, mas ele me pareceu deveras interessante, só é uma pena eu poder dizer o mesmo sobre Sangue Quente, que nunca me instigou - por eu ser fã da saga Resident Evil (games), talvez.
    Mas, puxa vida, quantos bons livros!

    Assim me despeço, com a promessa de voltar (muitas vezes, espero).
    E como há braços, abraços.
    Caleb Henrique - Viajante Literário

    ResponderExcluir
  5. *----* Quero ler todos os livros que vc leu em Março, haha'.

    "A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista" tem uma capa muito linda aqui no Brasil.
    "O Teorema Katherine": comprei meu exemplar e deve chegar amanhã *--* Tô louco pra conhecer o Jonh.

    "Um livro não precisa ser 5 estrelas para ser favorito" Concordo! O mesmo aconteceu comigo com Divergente.

    Abraços, Matheus.
    www.BlogJovemLeitor.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh, mais alguém que também não achou Divergente 5 estrelas, mas favoritou ♥

      Espero que goste de O Teorema Katherine!

      Beijo!

      Excluir
  6. Adorei as suas leituras *-* quero muito ler O Teorema Katherine!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Estou curiosa para ler Sangue quente, preciso saber como será a temática do livro e se realmente vai valer a pena.
    Muitos me falaram que é um bom livro.

    Beijos no coração
    www.intheskyblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Não li nenhum destes ainda.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  9. Só não conhecia O que diz a lenda. Parece ótimo!
    Dos que tu leu, ainda não li nenhuma, mas o que mais quero é A probabilidade estatística do amor a primeira vista. Parece muito fofo.

    ResponderExcluir
  10. Nossa,gostaria de ter esta empolgação para ler por mês(hahahahaha).O maximo que consigo é 5 livros por mês.
    Bom as suas leituras são ótimas,com livros excelentes.Bom o unico que não conhecia era o livro "O Que Não Diz a Lenda".Mas o restante já conhecia,e alguns eu já li.

    Ótimo poste.Agora vou esperar para ver suas leituras deste mês(hahahaha).

    Beijokas Ana Zuky

    sanguecomamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Estou morrendo de uma maneira gigante de vontade de ler Infinity Ring <3 Amei Correr ou Morrer, do mesmo autor xD Só espero que o desfecho dessa série não seja tão tosco quanto o de The 39 Clues (que segue essa linha de vários autores). Acho que vou comprá-lo esse mês. Ceile, como consigo dinheiro pros livros que eu quero? T_T kkkkkkkkkk
    Adorei o post, bjs

    ResponderExcluir
  12. Esse é um dia história para o país. Rsrsrs
    Suas escolhas foram ótimas, e que bom que você gostou bastante de tudo o que você ler. Gostaria de ler todos esses que você citou. E o bom é que você diversificou os gêneros.
    Parabéns!!!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Deixe sua opinão ;)

Comentários ofensivos serão excluídos.
Caso tenha um blog, deixe o link no final do comentário.